Distrações noturnas

De quando em quando eu lembro que tenho um blog e bate uma culpa terrível. Não é que eu não tenha posts para fazer; eu tenho uns arquivos já rascunhados, só falta escrever e pronto. É que não dá, ainda não deu tempo desses posts virarem posts.

Então, quando eu lembro que eu tenho um blog, eu entro nas estatísticas pra ver se alguém ainda visita. Pouca gente na última semana, devem ser só os robôs que traçam uma linha constante de page views no gráfico.

Eu me divirto mesmo naquele pedacinho que mostra as buscas que deram para o blog. Acabei de ver, por exemplo, “O que a barata come” e “O que o tatu de bola de jardim come”. Sempre alguém chega aqui procurando os quadrões do Mauricio de Souza (da época da primeira encarnação).

Mas tem dois que são meus favoritos. Um apareceu hoje: “A vida não tem dado muito certo”. Você não está sozinho, irmão. E tem o melhor de todos, de algumas semanas atrás: “Tem gente que só reclama”. O namorado disse que o Google está instalando filtros subjetivos de pesquisa, que captam o tom dos blogs e criam expressões-chave.

Anúncios

5 Responses to Distrações noturnas

  1. Outra Mariana disse:

    Tem outra coisa que você devia considerar quando avalia a frequência das visitas: os “seguidores” so vêm aqui quando são avisados de que tem post novo. Como eu fui hoje.

  2. gabriela disse:

    ri alto aqui com os filtros subjetivos. inclusive acho que esse blog devia ter um parêntese (antes do “muito”) com essa frase, “tem gente que só reclama”! HAHAHAHAHHAA

    brincadeira, amiga, amiga.

  3. Evandro disse:

    Esses termos de busca, em tese, dizem algo sobre nossos blogs – e, por extensão, sobre nós. Já vi “chuva gordinha”, crente que eu era o único a lembrar daquele filme (dentro do filme)de Steve Martin e Eddie Murphy; “avistador de nú vens”, esse dá margem a interpretações; e “grelo pendurado”, sem comentários de tão punk.
    Mas não deixe de escrever, eu gosto. Ah, e caí aqui pesquisando sobre contos e literatura, acho.

  4. […] Pode ser útil para as várias pessoas que entram nesse blog buscando menos sofrimento, como informam minhas estatísticas. […]

  5. […] Os visitantes esporádicos deste blog me surpreendem. Eu não canso de visitar as estatísticas, como comentei há um mês, e venho por meio deste fazer um informe atualizado das frases que, digitadas no google, direcionam […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: